sábado, 26 de julho de 2014

156 anos, vida que segue...




BANDA E ORQUESTRA DE VOLTA
Programação da Semana do Município, pelas comemorações dos 156 anos de emancipação, se encerrará dia 30, feriado municipal. Destacaria a apresentação da Banda e Orquestra do município que tem feito algumas apresentações públicas. Ao novo Maestro e aos músicos parabéns pelo repertório de muito bom gosto apresentado. 
Apresentação sexta feira, 25, na Praça Onofre Soares. Quase ninguém prestigiando, lamentável.

DE VOLTA A SALA DE AULA

Dentro da programação do município as escolas da rede municipal promoveram várias atividades. Quarta feira, 23, este blogueiro e jornalista, a convite da Escola Municipal Augusto Meira, conversou sobre jornal impresso (O Litoral) com alunos do 6º ano. 
Saudades da sala de aula que vive tantos anos. Professora Antônia foi a responsável pela atividade.

 ‘PEGA NA MENTIRA’
Muita especulação sobre suspensão da programação jornalística da rádio ‘Moral’ de Ceará Mirim, Cultura Vale Verde 87,9. Muitas explicações e nenhuma justificativa plausível. Uma, aliás, brinca e subestima a inteligência mediana das pessoas. ‘Ordem Superior’, está no blog do amigo Adriano Soares(Ceará Mirim vale). Quem diz uma coisa dessa pensa que o povo ‘engole’ as mesmices de sempre. Pior, com esse tipo de comportamento ainda acredita que resgatarão o prestigio da classe política.  Coisa parecida com Boletim Militar.

RETROCESSO                                                                              
Momento de agradecer as pessoas que se solidarizaram das mais diversas formas (mensagens, telefonemas, etc) com eu e João André, pela suspensão dos programas  Jornal 87 – a notícia com credibilidade e Ceará Mirim Livre da rádio 87,9, cultura Vale Verde, Ceará Mirim. Caberia uma pergunta: Ceará Mirim livre?

DO BLOG CEARÁ MIRIM VALE
SOBRE A POLÊMICA DO CANCELAMENTO
DOS PROGRAMAS DE RÁDIO EM CEARÁ-MIRIM.

A SABER: ORDEM SUPERIOR
"A moral é a ciência dos costumes, e com eles muda. Ela é diferente em todos os países e em lugar nenhum fica a mesma durante dez anos."

TROCA TROCA
O suplente de deputado José Adécio – DEM volta a assumir a cadeira do deputado Dibson Nasser. Cassado, Dibson passou mais de dois anos afastado da Assembleia Legislativa. Voltou a alguns atrás e agora é substituído outra vez. Agora foi em decisão do Ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal.

Rixa entre comunidade e padre resulta em carro incendiado e depredação da casa paroquial

Moradores agora querem que o padre vá embora do local, sob risco de novos atentados
Uma rixa entre o padre João Maria, da Vila de Ponta Negra, e os moradores da própria comunidade, acabou resultando em uma grande confusão na madrugada deste sábado (26). Segundo informações da Polícia Militar, durante um arraiá, que acontecia ao lado da igreja da Vila, moradores teriam começado a atirar pedras contra a casa do religioso. “Ele me ligou relatando o que estava acontecendo. Enviamos uma viatura para o local e tudo foi apaziguado naquele momento”, destacou o coronel Francisco Araújo, comandante da PM do RN.
Porém, depois que a guarnição da PM foi embora, os moradores resolveram incendiar Fusca que estava estacionado em frente à casa do padre João Maria. “Ainda não temos informações se o carro era do padre ou de um familiar dele. Infelizmente existe uma rixa entre os populares com o padre que realmente não conseguimos entender”, frisou Araújo. Até o momento ninguém foi detido pelo ocorrido. Fonte JH.

Antônio Spinelli: “Henrique é favorito, mas Robinson se movimenta”

Cientista político analisa campanha para o Governo do Rio Grande do Norte e a disputa entre PMDB e PSD



Por ora a campanha eleitoral deste ano está “morna”, na visão do especialista em política do Rio Grande do Norte Antonio Spinelli. Professor do Departamento de Ciências Sociais da UFRN, ele afirma que o candidato do PMDB, Henrique Alves, até agora, é o franco favorito na disputa pelo governo do Estado, por ter reunido importantes apoios a sua proposta. Entretanto, o professor avalia: “Robinson tem se movimentado também. Não me parece que a eleição venha a ser um passeio”.
Em entrevista exclusiva ao Jornal de Hoje, Antonio Spinelli diz que a eleição mesmo só começará a pegar quando iniciar a propaganda eleitoral, em agosto. “Por enquanto, está muito morna. Ainda não pegou. O que é normal. O eleitorado costuma se ligar efetivamente quando a campanha oficial começa. Na verdade, as pessoas comuns têm muito com o que se preocupar. Geralmente quem acompanha mais nesse período inicial são os jornalistas e especialistas”, explica.
Por outro lado, segundo ele, é preciso considerar que os principais nomes na disputa pelo governo e pelo Senado, sendo, pela ordem, Henrique e Robinson Faria (PSD) disputando o governo, e Wilma de Faria (PSB) e Fátima Bezerra (PT) o Senado, são bastante conhecidos do público, o que facilita já uma tomada de posição do eleitorado.
“Como os candidatos são todos conhecidos, Henrique, Robinson menos, mas de qualquer forma conhecido, vez que foi deputado estadual por um longo tempo, presidente da Assembleia Legislativa e eleito vice-governador. E as duas candidatas ao Senado, Wilma e Fátima, também são figuras conhecidas. Isso de certa maneira facilita o posicionamento do eleitorado. Quando o eleitor não conhece o candidato, espera um pouco mais para ver o que o candidato vai propor”, diz.
EQUILÍBRIO
Quanto à corrida ao governo, Spinelli vê Henrique saindo com uma posição muito forte, por causa dos muitos apoios partidários e empresariais conquistados. “Mas, por outro lado, Robinson tem se movimentado também. Não me parece que a eleição venha a ser um passeio”, diz.
“Claro que Henrique é francamente favorito, fez costura muito ampla. E é claro que Robinson vai ter dificuldades para romper essa barreira, principalmnente procurar apoios de prefeitos, de vereadores, cabos eleitorais. Mas acho que à medida que a campanha avança e os candidatos apresentem suas propostas e passam a ser mais conhecidos do público, a campanha fica mais equilibrada, embora Henrique permaneceça como franco favorito. Contudo, a eleição apresenta surpresas”, lembra.
“Se Robinson mostrar incoerências de Henrique, pode desestabilizar”
Segundo o professor Antonio Spinelli, embora seja favorito, se o candidato do PSD, Robison Faria, apontar, durante a campanha, as incoerências do candidato do PMDB, poderá fazer a diferença. Entretanto, Robinson precisaria ter muita parcimônia no uso de denúncias, porque o público pode saturar.
“Henrique tem uma longa trajetória. E, ao longo dessa trajetória, foi alvo, muitas vezes, de denúncias. Não sei se o candidato Robinson vai fazer uso dessas coisas. Porque há um ponto de saturação para o público. A tática do ataque, da denúncia, funciona até certo ponto”, avalia o professor. Por outro lado, Spinelli acredita que, se Robinson conseguir apresentar uma proposta programática, ele poderá desestabilizar adversário.
“Henrique tem exercido a presidência de forma em muitos aspectos questionável. A reforma política talvez seja o exemplo mais importante. Ele prometeu publicamente e explicitamente que iria fazer (a reforma). O primeiro erro começa por aí, ‘eu vou fazer’, uma proposta personalista para algo que precisa de amplo consenso. E ele não fez. Fez alguma coisa, uma maquiagem, algumas propostas. Na verdade, ele travou a reforma política, e esse é o ponto mais vulnerável”.
“Henrique Alves pode explorar incoerência partidária de Robinson”
Quanto a Robinson, Spinelli aponta que também há incoerência. “O Robinson saiu do DEM, já esteve em vários partidos, é vice-governador da atual governadora. Ou seja, tem uma história que não tem muita coerência, nesse aspecto partidário”. Além disso, de acordo com o professor, o vice não chega a ter experiência administrativa para apresentar.
“Não se pode considerar que vice tenha experiência administrativa. Até porque ele não teve nenhum espaço no governo (Rosalba). Desde o início perdeu espaço, brigou com a governadora. Para completar, até agora não apresentou propostas, a não ser a ‘Ronda no Quarteirão’, que é uma cópia do que acontece no Ceará. Ele precisa apresentar uma proposta mais robusta”.
Sobre propostas, Spinelli aponta que Henrique está à frente do adversário até agora. “Porque a bandeira de Henrique, em favor do desenvolvimento, é muito forte. Robinson precisa contrapor a isso algo que tenha um significado simbólico grande. Acho que Henrique encontrou, o Robinson ainda não. Precisa encontrar algo que possa ser reconhecido por isso para dar força a sua campanha”.
“Wilma tem telhado de vidro, mas disputa com Fátima é equilibrada”
Para o Senado, o cientista político Antonio Spinelli vê uma disputa mais equilibrada entre a candidata do PSB, Wilma de Faria, e a candidata do PT, Fátima Bezerra. “São candidatas fortes. A ex-governadora e ex-prefeita Wilma tem realmente um telhado de vidro muito grande, uma vez que nos governos dela, particulamente o governo do Estado, vários escândalos aconteceram. Mas é o que eu disse. Isso não pode ser explorado como agenda principal da candidata que faz oposição a ela. A candidatura precisa apresentar uma agenda positiva. Fátima tem histórico como deputada estadual e federal, sempre foi muito bem votada, muito envolvida com os problemas do RN, e tem realmente realizações a apresentar”.
Na visão de Spinelli, o que beneficia Wilma é ter sido sucedida por Rosalba no comando do governo do Estado. “O governo de Rosalba é tão ruim, que faz o governo de Wilma parecer bom. E daí se dar uma certa força à candidatura dela ao Senado. Talvez desse mais força a ela como candidata ao governo. Agora, Wilma vai enfrentar uma opositora forte, com histórico de realizações e sem mancha na sua trajetória política. Eu vejo um combate mais equilibrado para o Senado”. Fonte: JH

terça-feira, 22 de julho de 2014

Nossa matriz...




CEARÁ-MIRIM

EMANCIPAÇÃO POLÍTICA


CEARÁ-MIRIM COMEMORA 156 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA
Com um potencial natural riquíssimo para o ecoturismo, cultura e gastronomia, Ceará-Mirim prepara uma grande festa que integra as comemorações especiais da Semana de Aniversário do Município que, este ano, completa no próximo dia 30 deste mês julho, 156 anos de emancipação política.
E para festejar a data, o pontapé inicial acontece nesta quarta-feira 23/07, com a abertura oficial do evento, feita pelo prefeito Antônio Peixoto, a partir das 9h no Parque da Cidade, ocasião em que teremos as apresentações da Orquestra do Município e do Coral Municipal Cantos do Vale.
As obras que vêm sendo realizadas no município, de acordo com o prefeito, marcam a sua administração, e têm o objetivo principal de oferecer qualidade de vida tanto para a população como para turistas e visitantes.
"Nosso município completa mais um ano de emancipação e precisamos vê-lo continuar a crescer estruturalmente também. Além de todas as conquistas, estamos caminhando para concluir a maior obra de abastecimento de água em nossa cidade. Isso é avanço, isso é qualidade de vida que continuarei buscando até o último dia de nossa gestão", frisa o prefeito Antônio Peixoto.
A programação de aniversário do município, segue até a quarta-feira 30 de julho - feriado municipal - e vai contar com atividades culturais, esportivas, educacionais, assistência social, saúde, exposição de trabalhos de alunos da rede municipal de ensino, cortejo cultural, degustação de frutas regionais e comidas típicas além de shows musicais nas noites de 29 e 30 de julho. (Programação completa em anexo).
-----
Cordialmente,
Prefeitura de Ceará-Mirim
Secretaria Municipal de Gabinete Civil
Diretoria de Comunicação Social

Empreiteira que fez aeroporto em Minas doou dinheiro para Aécio Neves
Tucano e seu afilhado político, Antonio Anastasia (PSDB), foram os únicos políticos que receberam recursos da empresa para a campanha eleitoral

A empresa responsável pelas obras no aeroporto de Cláudio (MG), Vilasa Construções Ltda., doou recursos para Aécio Neves (PSDB) em sua campanha à reeleição ao governo de Minas em 2006. A mesma empreiteira também desembolsou dinheiro quatro anos depois, para a campanha do afilhado político de Aécio, Antonio Anastasia (PSDB), que venceu a disputa pelo Estado e manteve os tucanos no comando de Minas.
As doações de R$ 67 mil para Aécio em 2006 e de R$ 20 mil a Anastasia em 2010 foram registradas na Justiça Eleitoral. Eles foram os únicos candidatos majoritários a receber recursos da Vilasa nas duas eleições. Aécio declarou na Justiça gastos de R$ 19,4 milhões naquela campanha. Anastasia declarou despesas de R$ 38 milhões em 2010.
O aeroporto na cidade de Cláudio foi construído pela Vilasa entre 2009 e 2010 em um terreno que já pertenceu a Múcio Tolentino, tio-avô do candidato à Presidência. A empresa foi contratada pelo governo estadual, que desapropriou a área antes da obra, mas os parentes de Aécio questionam o valor da indenização. A obra custou quase R$ 14 milhões. Fonte: JH

Agripino é acusado de receber dinheiro de emendas em troca de apoio a Dilma

 Negociação foi mostrada pela revista Istoé e seria consequência da situação de “penúria do DEM” no País

Governo é governo; oposição é oposição. Correto? Nem tanto, quando o assunto é o DEM, presidido nacionalmente pelo senador potiguar José Agripino Maia. Matéria da revista Isto É, que está nas bancas, revela a inescrupulosa negociação empreendida pelo senador potiguar, com o objetivo de arrefecer o discurso contra a CPI da Petrobras e aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
Segundo a revista, Agripino teria negociado apoio ao Planalto. Em troca, os parlamentares do DEM, entre eles, o próprio Agripino e o deputado federal também potiguar Felipe Maia, veriam liberadas suas emendas individuais feitas ao Orçamento Geral da União (OGU).
Segundo a revista, a negociação aconteceu na tarde da terça-feira da semana passada, dia 15. Enquanto vários parlamentares da base governista participavam de uma reunião com o governo, a surpresa se deu pela presença de emissários do DEM, partido que faz oposição ao governo da presidente Dilma Rousseff, ao lado de legendas que são tradicionais adversárias, como o PSDB e o PPS. A discussão girava em torno da liberação de mais verbas para regar as bases eleitorais dos deputados governistas, quando o DEM se fez presente. “Para a surpresa dos aliados, o DEM, presidido pelo fervoroso senador oposicionista José Agripino Maia, mandou emissários para a mesa de negociação com o governo”, informa a revista.
Em conversa a portas fechadas, os líderes do partido de oposição celebraram um acordo com o ministro das Relações Institucionais, Ricardo Berzoini, bom para ambas as partes: “O governo se comprometeu a liberar emendas individuais dos parlamentares do DEM em troca do apoio da sigla à votação da LDO e do abrandamento do discurso em relação à CPI da Petrobras, que, aos poucos, vai morrendo, graças à falta de tempo e de interesse dos congressistas envolvidos no debate eleitoral”, informa a revista. Fonte: JH

Robinson Faria: “O povo do RN irá derrotar o poderio econômico de Henrique Alves”

 Candidato do PSD afirma que esta eleição será uma “grande quebra de paradigmas de políticas velhas”

O candidato do PSD a governador, Robinson Faria, disse hoje que o povo irá derrotar o poderio econômico do candidato adversário, o atual presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB). “Essa eleição será a grande quebra de paradigmas de políticas velhas, políticas coronelistas, políticas familiares, onde líderes no passado tiveram momentos de vitória, momentos de admiração. Hoje todos eles sucumbiram diante do candidato poderoso, que se acha poderoso, o chefe do acordão. Em síntese, a população irá derrotar o poderio econômico do candidato do acordão, a sua supremacia financeira irá sucumbir diante do sentimento de liberdade das pessoas”.
Instado a falar se o poderio financeiro da campanha adversária, que estimou gastos da ordem de R$ 40 milhões junto ao Tribunal Regional Eleitoral, assusta, Robinson disse que de forma nenhuma. “Se eu não tiver um palanque em uma cidade eu vou chegar lá, vou procurar um banco de uma praça, uma escada de uma igreja e vou dar o meu recado à população. Nunca me intimidou”, afirmou. “Nem antes, quando eu era pré-candidato, que eu fui subestimado, tampouco agora já como candidato, querer sufocar e querer cercear a nossa caminhada. Eu acho que isso não é bom para a nossa democracia, querer chegar ao município e ter o domínio total de toda a classe política. E a população, como é que fica? Vai apenas obedecer? Vai apenas ouvir os seus líderes ou vai querer que tenhamos nessa eleição um debate democrático com a oportunidade de cada um falar da sua proposta?”, indagou. Fonte: JH
PRESSÃO NOS BASTIDORES
As informações que chegam até ao blog dão conta de que, mesmo o prefeito Antônio Peixoto – PR recebendo pressão do seu partido para mudar o voto de para o Senado, o ocupante do Solar Antunes estaria disposto a não voltar atrás do que anunciou outro dia em alto em bom som. O Prefeito disse a rádio 105 FM de Ceará Mirim que sua candidata ao Senado seria a deputada Fátima Bezerra – PT. Voto declarado em função das ações que a deputada empreendeu em favor de Ceará Mirim. Mudar? A um dito popular que diz: “Manda quem pode obedece quem tem juízo”. Agora vamos aguardar se ainda vem mais ‘chave de roda. Ainda segundo a mesma fonte, prefeito Antônio Peixoto não é de se dobrar a pressões.

CABE DESCULPA
Depois da vergonha que algumas pessoas da praia de Maracajaú levaram aquela praia passar esta semana, sendo manchete negativa em rede nacional de televisão, até o momento nenhum dos representantes da ‘Princesa do Litoral’ se pronunciou sobre o acontecido. Maracajaú tem dois vereadores filhos do lugar. A população ainda espera que os dois ou pelo menos um venham de público pedir desculpas a sociedade pelo grave crime cometido por alguns conterrâneos. Se cabe desculpas, os edis deveriam pedir. Em caso de punição aos culpados, esperar que justiça seja feita.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Sexta feira, 'vida que Segue'



Datafolha revela empate técnico entre Dilma e Aécio no segundo turno
 No primeiro turno, presidente tem 36%, contra 20% do tucano e 8% de Eduardo Campos

A primeira pesquisa Datafolha encomendada pela TV Globo e Folha de S. Paulo e divulgada nesta quinta-feira aponta empate técnico entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) na disputa pelo segundo turno das eleições à Presidência da República. Dilma está com 44% e Aécio, 40%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Se o adversário da petista fosse Eduardo Campos (PSB), Dilma teria 45%, e o socialista 38%. Votos em branco e nulos somam 11%.
O Datafolha apontou o cenário no primeiro turno dos presidenciáveis. Dilma tem 36% das intenções de voto, seguida por Aécio, com 20%, e Eduardo Campos com 8%, e Pastor Everaldo (PSC) com 3%. Votos em branco e nulos somam 13%, e 14% dos entrevistados dizem estar indecisos.
A pesquisa foi realizada nos dias 15 e 16 de julho, e entrevistou 5.377 pessoas em 223 municípios. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR00219/2014.

 Jornalista baiana é impedida pela PF de tirar foto com cabelo ‘black power’

Lília de Souza diz que sua foto não foi aceita pelo sistema: ‘padrão desvaloriza o que foge do convencional’

A jornalista baiana Lília de Souza, de 34, tinha uma obrigação rotineira programada para a última terça-feira: renovar o passaporte, que vencerá em agosto. Mesmo após espera de 7 horas na unidade da Polícia Federal do Salvador Shopping, na capital baiana, a hora de tirar a foto para o documento não foi um alívio, e sim um “enorme constrangimento”: agentes da PF perguntaram se Lília poderia prender seu cabelo estilo “black power”, já que o sistema de imagens não aceitava a imagem gerada, por causa do formato dos fios.
— Falaram: “o problema é o seu cabelo”. Achei muito estanho ouvir isso, mas não cogitei não fazer o passaporte. Estava chateada, mas disse “se não tem jeito, tá”. Aí peguei um elástico de borracha para prender o cabelo. Tenho uma relação muito forte com a minha identidade negra. Eu gosto do meu cabelo e, naquela foto, fiquei terrível — conta ela, que chegou a chorar do lado de fora do SAC.
Lília descarta qualquer tratamento racista por parte dos funcionários do local. Ela conta que chegou a conversar com duas policiais, que disseram que episódios daquele tipo eram recorrentes. A situação gerou uma mágoa na jornalista que durou até o dia seguinte ao ocorrido, quando ela escreveu o que chama de “desabafo” no Facebook, relatando todo o ocorrido. O texto foi compartilhado 484 vezes na rede até a publicação desta reportagem.
— A gente que vê que é o padrão. Um padrão que desvaloriza um determinado formato. Se você não faz parte do convencional, o sistema simplesmente rejeita. Essas coisas podem não ser intencionais, mas tudo, no fundo, tem um padrão que desvaloriza a estética que foge do convencional.
Lília conta que desde o momento em que publicou a história no Facebook, vem recebendo apoio de pessoas solidárias, incluindo movimentos sociais de combate ao racismo e advogados. Ela ainda está estudando se vai entrar na justiça por causa do episódio e afirma que já sofreu com manifestações racistas “nas pequenas coisas”
— Tem gente que não gosta e gosta do meu cabelo. Ouço todo tipo de comentário. É uma coisa pela qual todo negro passa. Quem é o negro que abre a boca no Brasil para dizer que nunca sofreu preconceito? A gente sofre preconceito nas pequenas coisas, no dia a dia. É cultural.
O Delegado Thiago Sena, chefe do setor de Comunicação Social da Superintendência da Polícia Federal na Bahia afirmou que a questão é meramente técnica. De acordo com o delegado, um cabelo de proporções maiores acaba diminuindo o rosto do fotografado, e foi isso o que o sistema acabou impedindo no caso de Lília. Ele acrescenta que esse foi o primeiro caso com essas características registrado pela PF na Bahia.
— O problema foi tecnológico. Não é que não possa tirar foto com cabelo “black power”, claro que pode. A gente concorda com ela que isso é inadmissível. O caso já foi passado para a nossa sede em Brasília, para sabermos que medidas podem ser adotadas.
Edson França, presidente da União de Negros Pela Igualdade (UNEGRO) acredita que esse foi um episódio isolado:
— Estou entre aquelas pessoas que acreditam que houve grandes avanços na luta discriminatória. Não houve um padrão discriminatório, esse é um incidente localizado. Foi uma situação muito inusitada, embora a gente ainda tenha problemas de racismo no país.
Já o Coletivo Pretas Candangas, de Brasília, acredita que houve indícios de preconceito.
— De fato, tem um fator discriminatório. Se ela tivesse cabelo liso, provavelmente seria aceito — afirma Uila Cardoso, uma das integrantes do coletivo. Fonte: O Globo

Zico pede para seleção brasileira colocar as “sandálias da humildade”

 Para Zico, a Seleção Brasileira deve seguir os passos da Alemanha, que conseguiu se recuperar de seguidos fracassos

Um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro, Zico pediu por mudanças na organização do esporte no país. O ex-atleta afirmou que gostaria de ver no futuro um trabalho renovado com foco nos jovens jogadores.
“É hora de colocar as sandálias da humildade e começar do zero. Tudo o que escutei é que se cometeram erros e que dá no mesmo perder por um ou por sete gols. Não podemos aceitar isso. Muitas coisas precisam mudar”, disse o maior ídolo do Flamengo à revista alemã Sport Bild.
Para Zico, a Seleção Brasileira deve seguir os passos da Alemanha, que conseguiu se recuperar de seguidos fracassos – não levantava uma taça desde 1990 – e conquistar a Copa de 2014.
“Temos que repensar a capacitação de nossos jogadores e trabalhar com o talento”, completou. Fonte: Terra
TRANSTORNO PASSAGEIRO...
Sabe-se que a empresa COENCO até tem feito alguma comunicação sobre o roteiro da obra que executar pelas ruas de Ceará Mirim. mas o que tem ficado de ‘rastro’ negativo na execução dessa obra é impressionante. População até deixou mais de reclamar, entretanto, os da rua Pedro Vasconcelos vira e mexe a cratera aparece. Bom recuperar, não?