sábado, 22 de abril de 2017

CONTERRÂNEO...

O QUE O CEARÁ-MIRINENSE PRECISA SABER


Eduardo Medeiros, autor da música “Praieira” (Serenata do Pescador), é ceará-mirinense
Poucos ceará-mirinenses sabem, mas Eduardo Medeiros, o compositor da famosa serenata conhecida por “Praieira dos meus amores” – que na verdade, é “Serenata do Pescador” cujos versos da letra são de autoria de Othoniel Menezes – é conterrâneo nosso. O fato é afirmado pelo pesquisador e professor Cláudio Augusto Pinto Galvão.
Nascido em Ceará-Mirim, em 20 de junho de 1886, morreu em 20 de junho de 1961, um dia antes de completar 75 anos. Músico por paixão e formação, tocava clarinete e violão e compunha serenatas. Conhecido de muitos, era sempre requisitado para animar festas e inclusive celebrações oficiais.
Um pouco da sua vida e da sua obra, e algumas fontes para pesquisa, se encontra no livro “400 nomes de Natal” (Prefeitura de Natal, 2000), organizado pela jornalista Rejane Cardoso, em perfil escrito por ninguém menos que o folclorista norte-rio-grandense Deífilo Gurgel.
Eduardo Medeiros viveu boa parte da vida dele em Natal, bairro da Rocas, por isso é considerado também um nome importante daquela cidade.
NOTA DA ACLA: Na foto, a dona Iracema Medeiros, nascida em 18 de janeiro de 1911, primogênita do compositor, à época com 100 anos de idade. Nesta foto vê-se um porta retrato com a fotografia do compositor ceará-mirinense.

Petrobras decide aumentar preço da gasolina e do diesel em 2,2%


Segundo a estatal, a decisão foi tomada com base na “elevação dos preços dos derivados nos mercados internacionais” desde a última decisão de preço.


A Petrobras anunciou que vai aumentar a partir desta sexta-feira (21) o preço da gasolina em 2,2%, na média, e do diesel em 4,3% nas refinarias. Nos postos de combustíveis, a decisão sobre o repasse dos preços é dos comerciantes.
Segundo a estatal, a decisão foi tomada com base na “elevação dos preços dos derivados nos mercados internacionais” desde a última decisão de preço.
Essa variação “mais que compensou a valorização do real frente ao dólar”, acrescenta a empresa. Também motivaram o aumento ajustes na competitividade da Petrobras no mercado interno.
“É preciso destacar ainda que o comportamento dos preços de derivados foi marcado por volatilidade nos mercados internacionais em resposta a evento geopolítico, como o ocorrido na Síria”, informa a estatal.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

19 DE ABRIL
·        
DIA DO ÍNDIO
·        
ANIVERSÁRIO DO REI 
ROBERTO CAROS




·      Por Maracajaú que, alguns professores contratados estão com salário em atraso há mais de 30 dias..
   Por falar em salário atrasado, os meses de novembro e dezembro/2016, também estão para serem saldados!
·       

    Segundo circula nas redes sociais, água do Rio Peracabú, entre Maracajaú/Caraúbas, não está imprópria para banho. Notícia tranquiliza banhistas e, principalmente, os ‘Quiosqueiros’!
·         



    Ainda sem definição transporte de estudantes universitários à Natal, de alguns Municípios. Bom lembrar que legislatura anterior  algumas câmaras municipais aprovaram lei sobre essa matéria.
·        



    Novo Secretário de Educação em Ceará Mirim. Jovem, filho da cidade, de família conhecida, conhecedor da área, Vitorino tem todo crédito do setor para fazer um bom trabalho. Acertou prefeito Marconi.

·        

    A ‘cassação’ das vereadoras Ângela e Jumária, na Primeira Instância, por abuso de poder econômico, diz a peça processual, não afasta as edis do mandato. Apenas decisão da Segunda Instância deixará as vereadoras fora da casa do povo. Há otimismo de reversão do quadro no TER.

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Campanha de vacinação contra a gripe começa hoje no Brasil; saiba se você pode se imunizar pelo SUS 

Ministério da Saúde adquiriu 60 milhões de doses para público-alvo.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza começa nesta segunda-feira (17) em todo o Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, o objetivo é vacinar mais de 54 milhões de pessoas do público-alvo. O ministério adquiriu 60 milhões de doses para a imunização.
Nos postos de saúde estão disponpiveis gratuitamente a vacina da gripe para: pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (mulheres no período de até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade — o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas — e os funcionários do sistema prisional. Portadores de doenças crônicas não transmissíveis (pessoas com deficiências específicas) também estão no grupo.
Aqueles que não estão lista do SUS, mas desejam se prevenir contra a doença, podem recorrer às clínicas de vacinação particulares. Em São Paulo (SP), o preço médio do imunizante na rede privada de saúde é de R$ 170,00.
Em coletiva de imprensa realizada na semana passada para a divulgação da campanha, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que "pela primeira vez, o Brasil está vacinando os professores contra a influenza".
— São profissionais que têm contato com dezenas de alunos diariamente, ficando expostos à contaminação.
A coordenadora do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, Carla Domingues, também fez um alerta à população para que não se vacine em cima da hora.
— É importante que todos os grupos definidos busquem esta proteção dentro do prazo preconizado pelo Ministério da Saúde. É preciso que todos estejam devidamente protegidos antes do inverno chegar, já que a vacina precisa de 15 dias para garantir o efeito”, observa.
O objetivo do ministério é vacinar 90% da população considerada de risco para complicações por gripe. A meta de vacinação deste ano aumentou devido aos índices alcançados nos últimos anos, que ultrapassaram 80%. O ano de 2016 foi o primeiro em que este índice ultrapassou 90% e atingiu 93,5% de cobertura vacinal.
Vacina pode causar efeito colateral?
De acordo com o Ministério da Saúde, após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, eritema e enrijecimento. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos costumam passar em 48 horas.
O imunizante é contraindicado para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para mais orientações.
Como o vírus é transmitido?
A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). Por isso, a orientação do Ministério da Saúde é adotar cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar; evitar tocar o rosto; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

SEM PERDER TEMPO...

OAB quer força-tarefa para acelerar processos da Lava Jato no STF

Atualmente, Edson Fachin conta com três juízes auxiliares.

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) pediu nesta segunda-feira (17), à presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministra Cármen Lúcia, a instalação imediata de uma força-tarefa para agilizar a fase de coleta de provas dos processos relacionados à Operação Lava Jato. Ao fazer referência ao Regime Interno do STF, a OAB pede a convocação de mais juízes auxiliares, "para que a Justiça se concretize para uma nação à espera da redenção".
O pedido foi formalizado depois de o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, autorizar a abertura de 74 inquéritos a partir de informações colhidas em depoimentos de 78 executivos e ex-executivos da Odebrecht.
Atualmente, Fachin conta com três juízes auxiliares, um a mais que os demais integrantes do STF. "Constam mais de 500 processos (inquéritos e ações penais) de competência originária em trâmite perante o Supremo Tribunal Federal que podem avolumar-se como decorrência das investigações em curso, sendo fato incontroverso que sempre se constituem em questões complexas e volumosas. Esse cenário impinge aos ministros do Supremo Tribunal Federal uma intensidade de atuação incompatível com a atual estrutura", diz o ofício, assinado pelo presidente da OAB, Claudio Lamachia, pelo coordenador nacional do Colégio de Presidentes de Seccionais da OAB, Homero Junger Mafra, e pelo presidente Colégio de Presidentes dos Institutos dos Advogados do Brasil, José Horácio Halfeld Rezende Ribeiro.
Na avaliação da OAB, a excepcionalidade do atual momento político brasileiro "causa enorme apreensão à sociedade brasileira com possíveis danos à imagem do País no processo de combate à corrupção e de busca de decência na política e na atuação do Estado".
A ordem ainda observa que "é inegável a mácula contra aqueles que estão sob investigação em inquéritos, bem como os denunciados em ações penais, que se agiganta com o tempo". "Nesse contexto, a diretriz constitucional da duração razoável do processo é garantia que nunca pode ser negligenciada sob pena das consequências nefastas e generalizadas da demora nas decisões e julgamentos", defende a entidade.

AVALIANDO NOVO MOMENTO...

Temer diz ser provável que alguns ministros se afastem após delações da Odebrecht

Presidente também rebateu acusações de que intermediou recebimento de propina.

O presidente Michel Temer admitiu nesta segunda-feira (17) que é “constrangedor” ver o País envolvido na série de denúncias de corrupção das delações de executivos da Odebrecht e que alguns de seus ministros podem pedir demissão, mas reiterou que mantém a linha de corte de só afastar quem for denunciado ao Supremo Tribunal Federal.
“É muito provável que alguns ministros fiquem desconfortáveis e acreditem que não podem continuar”, disse Temer em entrevista por telefone à rádio Jovem Pan.
“Não vou demitir ou exonerar porque alguém falou de outro”.
Temer disse ainda ser “constrangedor” e “extremamente desagradável” ter sido citado nas delações da Odebrecht como tendo negociados recursos ilegais para o PMDB, por “se tratar de uma inverdade”, mas assegurou que as delações não irão “prejudicar a governabilidade”.