segunda-feira, 27 de março de 2017

POSSE...

ACLA - PRESIDENTE JOVENTINA SIMÕES 
TOMARÁ POSSE DIA 3 

Presidente da Academia Ceará-mirinense de Letras e Artes 'Pedro Simões' - ACLA, Joventina Simões de Oliveira, reconduzida para seu segundo mandato, tomará posse próxima quinta-feira, dia 3, às 15:00h, em solenidade que realizar-se-á na Biblioteca Pública Dr. José Pacheco Dantas. 

HOMENAGEM AO ARTISTA CEARÁ-MIRINENSE


LUCIANO LOPES DE QUEIROZ - MÚSICO

Por 
O músico Luciano Lopes, nasceu em Pau dos Ferros (RN), região Oeste potiguar. Seus pais são o senhor Manoel Pessoa de Queiroz, conhecido por todos pelo apelido carinhoso de “Tinéu”, funcionário aposentado da antiga COSERN-Companhia de Serviços Elétricos do Rio Grande do Norte e da senhora Antônia Lopes de Queiroz, que carinhosamente atende por “Antonieta” e cuja família teve mais 04 (quatro) filhos: Sandra Queiroz, Leonardo Queiroz, Leodécio Queiroz e Samara Queiroz.
Luciano Queiroz ainda era uma criança quando sua família fixou residência em Ceará-Mirim, devido à transferência do patriarca, que assumiu a chefia da COSERN local. Por esse motivo, ele iniciou sua vida escolar na Escola Estadual Barão de Ceará-Mirim, onde cursou o Ensino Fundamental I e ao concluir essa etapa, passou a cursar o Ensino Fundamental II na Escola Estadual Interventor Ubaldo Bezerra de Melo e no Colégio Santa Águeda.
O Ensino Médio foi realizado em Natal, na antiga ETFRN- Escola Técnica Federal de Educação do Rio Grande do Norte, atual IFRN-Instituto Federal de Educação. O passo seguinte foi o vestibular para Fisioterapia, que cursou na UFRN- Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Seu primeiro contato com a música se deu ainda na infância, pois teve a influência dos pais que sempre os via cantarolando em casa e ele os imitava, além disso, acompanhava os grandes festivais de músicas pela TV, sendo a música seu primeiro ofício. Como fisioterapeuta, exerceu essa função na Clínica Frei Damião, quando também era proprietário da mesma e depois na Clínica Medfísio.
Como cantor adotou estilos variados para atender melhor o seu público, destacando a MPB, e suas principais vertentes que são o rock, regional, samba e frevo.
Luciano Queiroz destaca que Alexandre Lacerda (músico e compositor cearamirinense), Dominguinhos e Luiz Gonzaga foram os músicos que mais o influenciaram.
Os principais locais onde costuma se apresentar, são os bares e restaurantes de Natal, destacando: Balada Petrópolis, Tábua de Carne e Bar do Suvaco, além de se apresentar em eventos particulares, além de eventos e projetos culturais.
Luciano Queiroz iniciou sua carreira musical profissionalmente, em 30 (trinta) de março de 1992, desta feita como vocalista da “Banda Toque de Classe”. Depois, fez parte dos grupos musicais “Odara” e “Sal da Terra MPB”. Além disso, foi integrante e formador do grupo “Samba da Terra”, especializado em sambas de raiz. Atualmente é o responsável pelo grupo “Forró de Ruma”, apresentando o melhor forró pé de serra.
No ano de 1996, Luciano Queiroz participou do Festival Canta Nordeste, onde defendeu a canção regionalista “Suor e Lágrimas”, em parceria com o músico e compositor Alexandre Lacerda. Essa música foi gravada recentemente por Roberta Karina, em seu disco “Meus Guardados”.
Luciano Lopes de Queiroz é casado com Tereza D’avila Fernandes de Carvalho, tem como hobbie a própria música e ultimamente está fazendo carreira solo, mas, sempre que solicitado, adapta a formação de sua banda aos orçamentos, festas e estilos do seu público e de quem contrata, colocando à disposição um extenso repertório composto por mais de 1700 músicas nos mais variados estilos.

IMORAL...

Servidores do IPERN marcam protesto para denunciar assédio moral na instituição

Servidores apontam o diretor-geral do IPERN, José Marlúcio, como autor das perseguições a servidores médicos, assistentes sociais e outros servidores do Instituto.
Profissionais que compõem a Junta Médica do Instituto de Previdência dos Servidores Estaduais (IPERN) irão realizar uma manifestação na manhã desta segunda-feira 27 em frente ao órgão para denunciar práticas de assédio moral e abuso de autoridade na instituição.

Os servidores apontam o diretor-geral do IPERN, José Marlúcio, como autor de perseguições a servidores médicos, assistentes sociais e outros servidores do Instituto. “Entendemos que esse tipo de prática não tem mais nenhum espaço no mundo atual”, traz um trecho da nota de convocação para o ato que circula nas redes sociais.

VIROU REALIDADE...

Governo inaugura Central de Agricultura Familiar e pretende beneficiar 1.200 produtores

Segundo o governador Robinson Faria, a Central vai fortalecer e ampliar a atividade rural, gerando renda para os agricultores familiares.
Uma espera de mais de dez anos chegou ao fim para os produtores familiares do Rio Grande do Norte. Trabalhadores como Maria José Joventino, doceira, do município de Pureza. “Antes vendia meus doces de frutas apenas em feiras livres. Agora, terei um local fixo e organizado para atender meus clientes”, contou a produtora. Essa mudança foi possível para mais de 1.200 produtores rurais de todo o Estado através da Central de Comercialização da Agricultura Familiar, inaugurada na manhã desta segunda-feira 27, em Natal, pelo governador Robinson Faria. A estimativa é que sejam comercializadas cerca de 170 toneladas de produtos, entre frutas, verduras e outros itens regionais, o equivalente a R$ 313 mil.
Segundo Robinson Faria, a Central vai fortalecer e ampliar a atividade rural, gerando renda para os agricultores familiares. “O sonho desses produtores se tornou realidade e agora eles terão a oportunidade de comercializar seus produtos diretamente com o consumidor, com preço justo e em um ponto estratégico na capital. O consumidor também se beneficia, pois poderá adquirir produtos sem agrotóxicos, em um local que oferece conforto e a preços bem mais acessíveis. É um benefício para toda a população. Essa é apenas uma das ações do governo que valoriza o trabalho do homem do campo e cria alternativas para os agricultores viverem de forma sustentável no ambiente rural. O dia de hoje é fruto de diálogo permanente com as cooperativas, movimentos sociais e agricultores familiares”, afirmou o governador.
O chefe do Executivo Estadual ainda anunciou que 30% dos produtos consumidos nos Restaurantes Populares do Estado serão comprados na Central de Comercialização da Agricultura Familiar.
Durante a inauguração, o governador também assinou o Termo de Compromisso com a Cooperativa dos Agricultores Familiares do RN (Coafarn), organização que ficará responsável pela gestão da Central, juntamente com a secretaria de Estado da Agricultura e Pesca (SAPE).
O secretário da SAPE, Guilherme Saldanha, afirmou que “o espaço passou por uma recuperação completa da estrutura, além de reforma e instalação de uma nova fiação elétrica e equipamentos hidráulicos”, relembrando que o prédio chegou a ser inaugurado em 2010, mas nunca funcionou efetivamente.
A diretora da Coafarn, Fátima de Lima Torres, disse que o espaço vai mudar a realidade dos produtores rurais do Estado. “Aqui serão comercializados produtos de diversos municípios, produzidos por agricultores familiares e vendidos diretamente por eles, gerando emprego e renda para o homem do campo”, explicou.
Participaram da solenidade, secretários de Estado, deputados estaduais, prefeitos, vereadores e representantes de associações e cooperativas de produtores rurais do estado.
ESTRUTURA
A Central de Comercialização da Agricultura Familiar vai funcionar de segunda a sexta, das 6h às 17h, e aos sábados das 6h às 12h, na avenida Capitão-Mor Gouveia, próximo a Ceasa.
O prédio é composto de 36 boxes e 50 barracas, ocupando uma área de cinco mil metros quadrados. O espaço também terá praça de alimentação com restaurante e lanchonete.

Além dos agricultores familiares, a Central também beneficiará 31 entidades, entre associações e cooperativas.

UM CEARÁ-MIRINENSE NA CÂMARA MUNICIPAL DE NATAL...

Recurso que destrava pauta de votações na Câmara é “completamente ilegal”, diz Sandro

Resolução saiu após o julgamento de um recurso impetrado pelo vereador Kléber Fernandes na Comissão de Justiça da Câmara Municipal.
O vereador Sandro Pimentel (PSOL) criticou a decisão da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Natal, que anulou nesta segunda-feira 27 o trancamento da pauta de votações na Casa. A resolução saiu após o julgamento de um recurso impetrado pelo vereador Kléber Fernandes (PDT). Para Sandro, “um recurso completamente ilegal”.
Na sessão da última terça-feira 23, o plenário aprovou, por solicitação da vereadora Natália Bonavides (PT), a votação urgente de 44 vetos pendentes no Legislativo. Alguns estão sem apreciação desde 2013. Com a deliberação, que travou a pauta, dado o dispositivo de urgência, matérias como o Projeto de Lei Complementar que autoriza o Executivo a sacar R$ 204 milhões do Instituto de Previdência dos servidores municipais (Natalprev) ficaram impossibilitadas de serem analisadas.
A bancada do Governo, liderada pelo vereador Ney Lopes Júnior (PSD), tem pressa em colocar a votação do empréstimo na pauta da Câmara. Pela proposta, o dinheiro já seria retirado no final deste mês de março e se destinaria ao pagamento dos inativos do município.
A argumentação de Kléber para derrubar a decisão da sessão de terça é que o projeto de empréstimo foi protocolado primeiro e, por se tratar de um pedido de urgência, já teria trancado a pauta. O requerimento de Natália de fato foi apresentado depois.
De acordo com Sandro, no entanto, o pedido do Governo não foi “votado” no plenário da Câmara. “Foi ‘apresentado’ primeiro, mas não foi votado. Houve a votação posteriormente do requerimento para a apreciação dos vetos e o plenário aprovou”, assinalou o socialista.
O vereador do PSOL registrou ainda que a análise dos vetos já foi iniciada na própria sessão e que uma reunião extraordinária para dar continuidade à votação está marcada para a manhã desta terça-feira 28. “Vamos desmanchar tudo aquilo, incluindo a convocação para a sessão extraordinária?”, questionou Sandro.

Sandro concluiu que, em caso de o recurso de Kléber ser aprovado em plenário nesta terça-feira – o que pode colocar o projeto de empréstimo na pauta a qualquer momento, consequentemente – o caso será judicializado. “Não há legalidade para isso. Vamos debater isso na sessão de amanhã”, finalizou.

Servidores do MP rebatem ‘uso político’ de atentado

Sindicato criticou possível uso político de episódio para eleição do PGJ.

O Sindicato dos Servidores do Ministério Público (Sindsemp-RN) enviou nota à imprensa criticando a “utilização política” do atentado a promotores ocorrido na última sexta-feira, na Procuradoria Geral de Justiça.
Segundo a nota,  “já há, entretanto, o que é de se lamentar, uma espécie de “utilização política” de toda essa lamentável situação”.
Confira na íntegra
O Sindicato dos Servidores do Ministério Público Potiguar (SINDSEMP-RN) vem a público esclarecer que se posiciona expressamente contra qualquer tipo de violência, e, da mesma forma, que jamais se utilizaria de fato grave e de tamanha repercussão para toda a sociedade, de forma desleal.
Já há, entretanto, o que é de se lamentar, uma espécie de “utilização política” de toda essa lamentável situação.
O SINDSEMP-RN não permitirá que esse episódio isolado venha a ser usado como meio de atingir a atuação da Entidade. Não existe a correlação que alguns tentam fazer. Isso é antiético, amoral e vil!
Em tempo, o SINDSEMP-RN declara que permanecerá firme no propósito de defesa de toda a Classe dos Servidores do Ministério Público do Rio Grande do Norte.
Atenciosamente,
Diretoria Executiva

Novo shopping do Alecrim terá mais de 200 lojas e 2 mil empregos


O investimento no projeto será da ordem de R$ 55 milhões.

O bairro do Alecrim, berço do comércio potiguar, irá ganhar um shopping com cerca de 35 mil m², todo climatizado, nove pavimentos (sendo seis deles para estacionamento, o que resultará em mil vagas), mais de 200 lojas de marcas nacionais e locais, e que possuirá a quarta maior praça de alimentação de Natal. O Outlet 25 Demais pertence ao Grupo 25, que tem atuação no comércio paulista da Rua 25 de Março, e deve iniciar sua operação em 2019, gerando 2 mil empregos diretos. O investimento no projeto será da ordem de R$ 55 milhões.
O projeto foi apresentado ao prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves e a secretários municipais na última quarta-feira (22), em reunião que aconteceu no Palácio Felipe Camarão, e que contou com a presença do presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, e do vice-presidente da instituição e presidente do Sindicato do Comércio Varejista e de Serviços do RN, George Ramalho.
“A reunião foi muito proveitosa. Há um grande esforço do prefeito, tanto nas melhorias da cidade, como uma atenção muito especial a este projeto e à grande mudança que acontecerá no Alecrim, gerando não só novos empregos, mas um crescimento comercial no bairro, trazendo limpeza, segurança, novos empreendedores e empreendimentos a este bairro, que apesar de todos os seus problemas é o único com o perfil da 25 de março em São Paulo”, detalhou o representante do Grupo 25, Minás Aravanis.
De acordo com estudos realizados pelo do Grupo, a expectativa é de que o fluxo inicial no Outlet 25 seja de 40 mil pessoas por dia; e no bairro como um todo, suba para 200 mil pessoas, atraídas não só pelo shopping como também pelas melhorias que o bairro irá receber. Segundo Minás, os projetos estão bem adiantados e a previsão é que as obras comecem no segundo semestre deste ano.
“Em Natal, o único local que comporta mais um shopping, é com certeza o bairro do Alecrim. O fato de termos um terreno próprio, em um bairro centralizado, de fácil acesso, e o grande número de linhas de ônibus para o local também influenciou muito. E claro o grande fluxo de clientes!”, comentou o empresário, só lamentando que apesar do grande fluxo de pessoas, é um bairro carente de estacionamento.
Minás Aravanis fez questão de destacar que os empresários potiguares tiveram uma receptividade positiva à chegada do investimento ao bairro. “Uma obra deste porte no Alecrim aumentaria o fluxo de pessoas e mudaria o bairro comercial mais intenso de Natal, que hoje vem, ano a ano, perdendo seus clientes para os shoppings”, acrescentou.