terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Copa Rio Grande do Norte - Segundo turno do campeonato Potiguar

FNF DIVULGA TABELA DETALHADA DA COPA RIO GRANDE DO NORTE


A Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) divulgou na tarde desta sexta-feira (16) a tabela detalhada da Copa Rio Grande do Norte, o segundo turno do Campeonato Potiguar. A abertura será na próxima quarta (21), às 20h, com ASSU e Potiguar de Mossoró medindo forças no Edgarzão. Às 21h do mesmo dia, ABC e Santa Cruz fazem duelo natalense no Estádio Frasqueirão. 

Na quinta (22), na Arena das Dunas, o América recebe o Força e Luz às 20h. Baraúnas e Globo só jogarão seu duelo da rodada de abertura no dia 14 de março, no Nogueirão. A partida foi adiada por conta do confronto do clube de Ceará-Mirim e o Ferroviário, no dia 21, pela Copa do Nordeste.

A décima primeira rodada (quarta do segundo turno) será a dos clássicos. O ABC recebe o América no dia 4 de março, às 17h, no Estádio Frasqueirão, enquanto Baraúnas e Potiguar medem forças no Estádio Nogueirão no mesmo horário e data.
Confira a tabela completa:

8ª rodada:
ASSU x Potiguar (21/02, Edgarzão, 20h)
ABC x Santa Cruz (21/02, Frasqueirão, 21h)
América x Força e Luz (22/02, Arena das Dunas, 20h)
Baraúnas x Globo (14/03, Nogueirão, 20h)

9ª rodada:
Potiguar x ABC (24/02, Nogueirão, 17h)
América x Baraúnas (25/02, Arena das Dunas, 17h)
Globo x Força e Luz (25/02, Barrettão, 17h)
Santa Cruz x ASSU (26/02, Arena das Dunas, 15h)

10ª rodada:
ABC x Baraúnas (28/02, Frasqueirão, 19h)
Potiguar x América (28/02, Nogueirão, 21h15)
Força e Luz x ASSU (01/03, Arena das Dunas, 15h)
Santa Cruz x Globo (01/03, Arena das Dunas, 17h30)

11ª rodada:
ABC x América (04/03, Frasqueirão, 17h)
ASSU x Globo (04/03, Edgarzão, 17h)
Baraúnas x Potiguar (04/03, Nogueirão, 17h)
Força e Luz x Santa Cruz (05/03, Arena das Dunas, 15h)

12ª rodada:
Globo x ABC (07/03, Barrettão, 20h)
Força e Luz x Potiguar (08/03, Arena das Dunas, 15h)
Baraúnas x Santa Cruz (08/03, Nogueirão, 20h)
América x ASSU (10/03, Arena das Dunas, 17h)

13ª rodada:
Potiguar x Globo (17/03, Nogueirão, 17h)
ABC x Força e Luz (17/03, Frasqueirão, 17h)
América x Santa Cruz (18/03, Arena das Dunas, 17h)
ASSU x Baraúnas (18/03, Edgarzão, 17h)

14ª rodada:
Santa Cruz x Potiguar (24/03, Arena das Dunas, 18h)
Globo x América (24/03, Barrettão, 18h)
ASSU x ABC (24/03, Edgarzão, 18h)
Baraúnas x Força e Luz (24/03, Nogueirão, 18h)

Acordo para vice-prefeito assumir...

Nomeações irregulares
Vice-prefeito de Natal pôs 10 parentes no Trem da Alegria da ALRN; todos são réus
Pessoas ligadas a Álvaro Dias, que pode tornar-se prefeito de Natal em abril, são rés em processos por terem sido nomeadas para cargos efetivos sem ter prestado concurso público previamente.


Pelo menos 10 parentes do vice-prefeito de Natal, Álvaro Dias (PMDB), são investigados por terem sido nomeados entre os anos de 1990 e 2002 para cargos efetivos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte sem ter prestado concurso público previamente. O Ministério Público Estadual (MPRN) denunciou a irregularidade em 2008, mas dez anos depois o caso segue em discussão na Justiça.
Além desses 10, outros 183 servidores respondem como réus na mesma investigação. O caso, que está distribuído em 21 processos distintos, ficou conhecido como “Trem da Alegria”. De acordo com o MPRN, além de não terem prestado concurso, esses servidores tinham deputados estaduais como padrinhos políticos ou relação com alguma pessoa influente. Em algumas circunstâncias, os funcionários admitidos sequer preenchiam requisitos técnicos – casos de assessores jurídicos sem formação em direito que foram nomeados.
Álvaro Dias, que pode assumir a Prefeitura de Natal em abril caso o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) renuncie para ser candidato ao Governo do Estado, foi presidente da Assembleia entre 1997 e 2003, portanto, assinou algumas das nomeações. Ele – que também já foi deputado federal – era deputado estadual até 2016, quando abdicou do mandato para assumir o cargo de vice em Natal.
A investigação apontou que, entre 1990 e 2002, “a investidura de servidores no quadro permanente de pessoal daquele órgão compreendeu pessoas que, possuindo qualquer tipo de vínculo funcional com algum órgão da administração pública estadual, direta e indireta, ou de prefeituras, foram colocadas à disposição da Assembleia Legislativa e depois enquadrados, sem qualquer pudor, em diversos cargos de provimento efetivo”.
Os 10 parentes do ex-deputado continuam com vínculo com a Assembleia, mesmo respondendo na Justiça. Seis já estão aposentados e quatro continuam trabalhando. Juntos, os servidores receberam da Casa em janeiro quase R$ 222 mil entre salários, gratificações e benefícios. As remunerações variaram de R$ 12.928,44 a R$ 46.696,82.
O próprio vice-prefeito também é réu em um dos processos abertos pelo Ministério Público. Ele é assessor técnico administrativo aposentado da Assembleia e em janeiro recebeu R$ 17.249,04 líquidos como benefício. Segundo o MPRN apurou, Álvaro ingressou no serviço público estadual originalmente como médico ligado à Secretaria de Saúde, sendo “absorvido” pela Assembleia em maio de 1996 por meio de um ato da Mesa Diretora. Na época, o presidente era o então deputado Leonardo Arruda.
Inicialmente, as ações do Ministério Público foram ajuizadas em varas da Justiça Estadual. O órgão investigador pediu, além da anulação dos atos de nomeação, que os servidores devolvessem os recursos obtidos ilicitamente. Entre 2010 e 2012, magistrados dessa instância declararam como prescritos os supostos crimes. Nesses casos, o prazo para prescrição, ou seja, tempo para extinção de punibilidade, é de cinco anos.
Em 2013, contudo, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgou como procedente um recurso do MPRN que alegava que os atos eram imprescritíveis, haja vista que as nomeações não foram publicadas no Diário Oficial do Estado, apenas no Boletim Legislativo da Assembleia. Depois disso, os processos foram encaminhados de volta para a Justiça potiguar.
O assunto ficou parado até voltar a tramitar no Judiciário em abril do ano passado. Um recurso especial foi protocolado pela Procuradoria Geral da República no Supremo Tribunal Federal, em processo que tem como relator o ministro Luís Roberto Barroso, que negou um pedido de liminar (medida de urgência) em novembro. Resta ainda a análise do mérito da questão. Depois da deliberação do Supremo, é que o caso deverá voltar à pauta de julgamentos do Tribunal de Justiça potiguar.
A Assembleia Legislativa disse que aguarda a decisão da Justiça antes de tomar providências e que respeita qualquer deliberação que venha do Judiciário. Por enquanto, os servidores seguem com vínculo normal. O Agora RN procurou o Ministério Público Estadual e aguarda manifestação. O vice-prefeito Álvaro Dias não foi localizado. Fonte: Agora RN

Crítica
Fábio Faria diz que prefeito de Natal é ingrato com Henrique Alves, seu primo
Deputado federal do PSD afirmou que Carlos Eduardo Alves “deve” sua reeleição ao peemedebista. Em contrapartida, em nove meses que Henrique está preso, não foi visitá-lo.
Os primos Henrique Alves e Carlos Eduardo Alves. Agora, no mesmo barco

O deputado federal Fábio Faria (PSD) disse nesta segunda-feira, 19, que o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), tem faltado com “solidariedade” para com o primo e ex-ministro Henrique Alves (PMDB), desde que este foi preso nos desdobramentos da operação Lava Jato.
Em entrevista à 98FM, o parlamentar afirmou que Carlos Eduardo só foi reeleito graças à “grande ajuda” de Henrique. Fábio apontou que, em contrapartida, o prefeito natalense sequer visitou Henrique na Academia de Polícia Militar, onde o peemedebista está preso desde junho de 2017.
“Carlos Eduardo só foi reeleito em 2016 porque teve grande ajuda do ex-deputado Henrique Alves. Justiça seja feita. Era para Carlos Eduardo ser solidário. Carlos Eduardo deve o que ele conseguiu realizar ao ex-deputado Henrique Alves, e ele sequer o visitou [na prisão]. Faz nove meses que ele está lá preso e [o prefeito] nunca o visitou”, criticou.
Deputado Fábio Faria(PSD), agora na mídia. Anos sem conceder entrevista.

O deputado lembrou que Carlos Eduardo não está livre dos olhos da Justiça, uma vez que secretários nomeados por ele foram incluídos nas investigações da Cidade Luz, operação que apura desvios na Secretaria de Serviços Urbanos (Semsur).
“Antes de falar dos outros, ele tem que olhar para a Cidade Luz, que teve três secretários dele presos”.
Fábio ainda acusou o prefeito de cometer “estelionato eleitoral” por vender aos seus eleitores uma cidade diferente daquela vista na realidade. “Ele cometeu estelionato eleitoral. Vendeu uma Natal na campanha, e no primeiro mês depois de 2016 já atrasou salário. Ele vem atrasando salários e não pagou o décimo. Carlos Eduardo passa como se atrasasse menos, para que batam no Governo do Estado; é uma cortina de fumaça”, concluiu o parlamentar federal.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Reflexo para restante do País...

O ANTAGONISTA

ETCHEGOYEN É O FAVORITO DO EXÉRCITO PARA NOVO MINISTÉRIO

O Antagonista apurou que o general Sérgio Etchegoyen, hoje chefe do GSI, é o favorito do Exército para assumir o Ministério da Segurança Pública.
Temer também vê o nome com simpatia, diante da rejeição ao de José Mariano Beltrame.
Etchegoyen sempre quis mandar na PF. Revejam o que publicamos no ano passado.

“Quem sofre é o preto”

O site faveladarocinha.com produziu um vídeo “contendo dicas sobre como a população negra das comunidades do Rio deve agir durante a intervenção”, diz O Globo.
Para os autores do vídeo, o Exército é o inimigo:
Diz o narrador:
“É triste ter esse vídeo, pensar esse vídeo, publicar esse vídeo. Mas é altamente necessário porque a gente sabe bem que a partir do momento que começa a intervenção militar quem irá sofrer as consequências no final da história, principalmente dentro das favelas. É o que a gente sempre fala quando tem incursão policial ou militar nas favelas: quem sofre é o preto, pobre e favelado.”

O candidato a poste

Lula vai escolher sozinho o nome de seu sucessor.
E é capaz que ele apoie um nome de outro partido.
Os candidatos a poste do PT – Jaques Wagner, Fernando Haddad e Patrus Ananias – não têm a menor chance de se eleger.

O crime eleitoral

Michel Temer é uma estadista.
Ontem à tarde, segundo Andréia Sadi, ele se reuniu com os marqueteiros Elsinho Mouco e Antonio Lavareda porque quer usar a calamidade no Rio de Janeiro para “capitalizar politicamente”.
Os cadáveres dos cariocas são a nova modalidade de estelionato eleitoral.


Iniciando semana...

Auxílio
Juízes ganham R$ 211 milhões com benefícios e indenizações retroativas

Quase 7 mil magistrados receberam em média R$ 30 mil em dezembro em benefícios e indenizações retroativos em razão de equiparação com deputados.



Auxílio-moradia, auxílio-alimentação e auxílio-saúde não são os únicos itens a chamar a atenção nos contracheques dos juízes brasileiros. Quase 7 mil deles receberam em dezembro um total de R$ 211 milhões em pagamentos retroativos de benefícios e indenizações – uma média de R$ 30 mil por magistrado.
Isso significa que, no fim de 2017, cerca de 30% dos juízes federais e estaduais do País tiveram os vencimentos engordados por algum “penduricalho do passado”, com juros e correção monetária. Muitos deles foram contemplados graças ao auxílio-moradia que os deputados federais recebiam entre 1992 e 1998.
Mas como o auxílio-moradia pago pela Câmara dos Deputados há mais de duas décadas pode ter impacto agora na folha salarial do Judiciário? A explicação envolve uma batalha por equiparação de privilégios, na qual a balança da Justiça pendeu para o lado dos juízes em diversas ocasiões, gerando um passivo no orçamento dos tribunais que até hoje é pago de forma parcelada.
Tudo começou em 1992, quando o Judiciário instituiu o pagamento da Parcela Autônoma de Equivalência – um bônus – para que ministros de tribunais superiores recebessem salário igual ao de deputados, com base na premissa constitucional de que deve haver paridade de remuneração entre membros de distintos poderes. Isso gerou um efeito cascata com impacto no contracheque de quase todo juiz.
Mas os parlamentares recebiam na época, além do salário, auxílio-moradia, mesmo sem precisar comprovar gastos com aluguel. Isso foi entendido como remuneração indireta, o que abriu brecha para magistrados exigirem nova equiparação, levando em conta o adicional de moradia. O Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu a reivindicação em 2000: decidiu que os juízes federais deveriam receber, além do salário, o valor que os deputados embolsavam como auxílio-moradia. Na época, isso equivalia a R$ 3 mil (R$ 9,2 mil em valores atualizados ).     
Em seguida, associações de magistrados reivindicaram o pagamento retroativo, referente ao período em que os deputados receberam auxílio-moradia e os juízes, não. Tiveram ganho de causa: uma bolada equivalente a cinco anos do benefício. O efeito cascata teve continuidade quando o mesmo direito foi estendido a magistrados aposentados.
A novela não acabou aí. Associações de juízes exigiram depois o recálculo da chamada Parcela Autônoma de Equivalência referente a janeiro de 1998 a setembro de 1999, com direito a juros e correção monetária. Mais uma vez obtiveram decisão favorável, gerando novos rombos contábeis nos tribunais – sempre cobertos com suplementações orçamentárias.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Final de semana...

ABC É CAMPEÃO DA COPA CIDADE DO NATAL 2018 APÓS VENCER ASSU

O ABC venceu o ASSU na tarde de sábado (17), no Estádio Frasqueirão, e conquistou o primeiro turno do Campeonato Potiguar 2018. O gol do duelo foi marcado por Fessin, na segunda etapa. Com o resultado, o alvinegro chegou a 18 pontos, mesma pontuação do América, levando o título no critério de desempate (saldo de gols). Já o ASSU terminou a primeira parte do Estadual na quarta colocação, com 10 pontos.
Confira a tabela da Copa Cidade do Natal

Agora as equipes concentram-se nos próximos adversários que terão no Estadual. O ASSU abre o segundo turno contra o Potiguar, no Estádio Edgarzão, às 20h desta quarta (21). No mesmo dia, às 21h, o ABC joga contra o Santa Cruz no Estádio Frasqueirão. Fonte: FNF
Fotos: Magnus Nascimento

Nomeações irregulares
“Trem da Alegria” da Assembleia Legislativa do RN segue sem desfecho judicial
Denunciado em 2008, esquema consistiu na efetivação de servidores que não prestaram concurso. Álvaro Dias, que pode assumir Prefeitura de Natal se Carlos Eduardo renunciar, é um dos investigados.


Prestes a assumir a administração da capital, caso o titular Carlos Eduardo Alves (PDT) renuncie ao cargo em abril para ser candidato a governador nas próximas eleições, o vice-prefeito de Natal, Álvaro Dias (PMDB), responde na Justiça em ações do chamado caso “Trem da Alegria” da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.
Em 2008, o Ministério Público Estadual (MPRN) denunciou, por meio de ações ajuizadas, que quase 200 servidores foram efetivados de maneira irregular na Assembleia. Essas pessoas, contratadas por meio de atos publicados entre 1990 e 2002, ingressaram em cargos efetivos sem prestar concurso público previamente.
Álvaro Dias foi presidente da Assembleia entre 1997 e 2003, portanto, assinou algumas das nomeações investigadas. Ele – que também já foi deputado federal – era deputado estadual até 2016, quando renunciou para assumir o cargo de vice-prefeito em Natal.


Vice-prefeito de Natal, Álvaro Dias (PMDB) – Foto: José Aldenir/Agora Imagens
Uma das ações propostas pelo MPRN aponta que os servidores contratados sem prestar concurso – antes, eles eram comissionados ou oriundos de prefeituras ou secretarias e órgãos do Estado – tinham parlamentares como padrinhos políticos ou possuíam relação com alguma pessoa influente.
Era o caso de Sérgio Augusto Dias Florêncio, primo de Álvaro. Sérgio foi nomeado para a Chefia de Gabinete da Procuradoria Geral da Assembleia em fevereiro de 1997, cargo comissionado que foi extinto três meses depois. Em junho daquele ano, Sérgio foi “absorvido” no cargo efetivo de Assessor Técnico Legislativo.
As ações do MPRN no âmbito do caso “Trem da Alegria” foram ajuizadas na Justiça potiguar, que em 2012 julgou como prescritos os supostos crimes apontados pelo órgão investigador – o prazo de prescrição nesses casos, ou seja, tempo para extinção da punibilidade, é de cinco anos.
Em 2013, contudo, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgou como procedente um recurso do MPRN que alegava que os atos eram imprescritíveis, haja vista que as nomeações não foram publicadas no Diário Oficial, apenas no Boletim Legislativo da Assembleia. Desde então, os processos foram encaminhados de volta para a Justiça potiguar, onde seguem sem definição.
A reportagem procurou o Ministério Público e o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte para obter uma atualização sobre os processos. Até o fechamento desta matéria, porém, o Agora RN não recebeu nenhuma manifestação.

Intervenção no RJ
Temer anuncia criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública
Presidente da República, Michel Temer, anunciou a criação do Ministério da Segurança Pública, mas não entrou em detalhes sobre quem assumiria a nova pasta.


O presidente Michel Teme participa, no Rio, de reunião sobre segurança pública

Após reunião realizada hoje (17) no Palácio Guanabara, sede do governo do estado do Rio de Janeiro, para tratar da intervenção militar no estado, o presidente da República, Michel Temer, anunciou a criação do Ministério da Segurança Pública. Ele não respondeu perguntas da imprensa e não falou quem assumiria a nova pasta.
“Nós não vamos parar por aí. Muito brevemente, na próxima semana ou na outra no mais tardar, eu quero criar o Ministério Extraordinário da Segurança Pública, que vai coordenar a segurança pública em todo o país, evidentemente sem invadir as competências de cada estado federado”, disse o presidente.
Temer destacou a união de esforços e a concordância do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, com a intervenção. “A situação do Rio de Janeiro cria também problemas em outros estados, porque se as coisas desanda aqui a tendência é desandar no resto do país”, acrescentou.
Participaram do encontro o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles; e da Secretaroa-Geral da Presidência da República, Moreira Franco; o general  Walter Braga Netto, nomeado interventor da área de segurança publica no estado; e outros oficiais militares. Eles trataram do planejamento da intervenção militar que foi determinada em decreto presidencial assinado ontem (16).
O secretário de estado de segurança Roberto Sá foi afastado do cargo e o general Walter Braga Netto será, na prática, quem cuidará de todas as questões ligadas à segurança pública. O decreto já está em vigor mas precisará ser confirmado pelo Congresso para seguir valendo.

Campeonato Potiguar de Futebol
GLOBO F.C. FICA APENAS EM 5º LUGAR NA TABELA DE CLASSIFICAÇÃO DO PRIMEIRO TURNO 
Final do primeiro turno do campeonato potiguar de futebol, o que corresponde à ‘Copa Cidade do Natal’, O Mais Querido se consagra campeão. Mérito para o ABC que faz uma excelente temporada, inclusive, na Copa do Nordeste.

Desta vez não deu para o time de Ceará Mirim. Nos últimos três anos, o torcedor do verde vale costumou ver time do ‘Ninho da Águia’ sempre chegar na cabeça; na final. Quando menos, vice-campeão da Copa Cidade do Natal.

O Globo, do empresário Marconi Barretto, não repetiu mesmo desempenho do ano passado, ficando apenas em 5º lugar na tabela de classificação. Precisa melhorar muito!
Sem um bom começo de temporada, equipe do Barrettão se despediu da Copa do Brasil e, da do Nordeste não tem muito o que esperar. Vem aí o segundo turno do campeonato potiguar, ‘Copa RN’ e campeonato Brasileiro, Série C, conquistado acesso de forma brilhante ano passado.

Os torcedores esperam que para o segundo turno e Campeonato Brasileiro Série C, alguns jogadores sejam contratados para que, durante as competições, o torcedor possa voltar ter as alegrias que teve em 2017. Ainda há tempo para time do ‘Ninho da Águia’ se recuperar e dá a volta por cima dando alegria ao seu torcedor.


Time do Globo ainda perdeu seu treinador, Professor Luizinho Lopes, que não conseguiu repetir desempenho do ano passado. Quem será o novo técnico do Globo? Higor César?

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Militares das Forças Armadas chamados...

Intervenção
Decreto de intervenção dará poder a Exército para assumir segurança publica no RJ
Intervenção fará com que o Exército assuma a segurança pública do Estado, com responsabilidade sobre as polícias, bombeiros e a área de inteligência, inclusive com poder de prisão de seus membros.



O decreto que será assinado pelo presidente da República, Michel Temer, nesta sexta-feira, 16, para instituir a intervenção no Rio de Janeiro fará com que o Exército assuma a segurança pública do Estado, com responsabilidade sobre as polícias, bombeiros e a área de inteligência, inclusive com poder de prisão de seus membros. O interventor será o general Walter Braga Neto.
Na prática, o oficial vai substituir o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (MDB), na área de segurança. A decisão do governo federal contou com o aval de Pezão.
O novo comandante pode nomear outros nomes para os cargos de chefia das policias, como um outro militar, por exemplo.
A intervenção é prevista no artigo 34 da Constituição, segundo o qual “a União não intervirá nos Estados nem no Distrito Federal, exceto para manter a integridade nacional”.
O artigo 60, parágrafo primeiro, diz que “a Constituição não poderá ser emendada na vigência de intervenção federal, de estado de defesa ou de estado de sítio”.

Vanguarda
RN lidera produção de energia eólica a nível nacional; Brasil é o 8º no mundo
Com 135 parques, o Rio Grande do Norte é o estado que mais produziu energia usando ao força dos ventos.

O Brasil subiu uma posição, passando o Canadá, e agora ocupa o oitavo lugar no ranking mundial que afere a capacidade instalada de produção de energia eólica, segundo o Global Wind Statistic 2017, documento anual com dados mundiais de energia eólica produzido pelo Global Wind Energy Council (GWEC).
Em 2017, o país conseguiu “adicionar 52,57 GW de potência eólica à produção mundial, totalizando 539,58 GW de capacidade instalada”, informou hoje (15) a Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeolica), que reúne empresas do setor.
Em 2016, o Brasil ultrapassou a Itália no ranking e passou ocupar a 9ª posição. Atualmente, o país conta com 12,76 GW de capacidade de energia instalada, contra os 12,39 GW do Canadá. A China, ocupa a primeira posição, com 188,23 GW; seguida pelos Estados Unidos, com 89,07 GW, e a Alemanha, com 56,132 GW de capacidade instalada. A Índia, Espanha, o Reino Unido e a França completam o ranking dos sete primeiros.
Os números apontam para um crescimento da matriz de energia eólica no país. O segmento já é responsável por 8,3% da energia produzida no Brasil, percentual ainda distante dos 60,9% produzido pelas hidrelétricas, mas já próximo dos 9,3% da produção das usinas de biomassa, que ocupam o segundo posto no ranking nacional.
A energia produzida pelas usinas eólicas chegou a ser responsável por 64% da energia consumida na Região Nordeste, no dia 14 de setembro do ano passado. A Abeeolica estima que o Brasil, cuja capacidade instalada é 12 GW, tenha potencial eólico superior a 500 GW.
A Região Nordeste aparece na frente na capacidade de produção de energia a partir dos ventos. Com 135 parques, o Rio Grande do Norte é o estado que mais produziu energia usando ao força dos ventos. São 3.678,85 MW de capacidade instalada. Em seguida, com 93 parques e 2.410,04 MW de capacidade instalada, vem a Bahia. Em terceiro lugar vem o Ceará, que conta com 74 parques e tem 1.935,76 MW de capacidade instalada.
Em quarto lugar aparece o Rio Grande do Sul. O estado tem 80 parques e 1.831,87 MW de capacidade instalada. Em seguida vem o Piauí, com 52 parques e 1.443,10 MW instalados, e Pernambuco com 34 parques e 781,99 MW de capacidade instalada.
A expectativa é de que nos próximos seis anos devem ser adicionados mais 1,45 GW de capacidade eólica no país, decorrentes dos leilões de energia realizados em dezembro do ano passado. A Abeeolica estima que 18 milhões de residências sejam abastecidas com a energia eólica.
Segundo a associação, os dados no ranking de nova capacidade instalada no ano, o Brasil está em sexto lugar, tendo instalado 2,02 GW de nova capacidade em 2016. O Brasil caiu uma posição, já que o Reino Unido subiu do nono para o quarto lugar, instalando 4,27 GW de capacidade de energia eólica em 2017.
De acordo com a presidente da Abeeolica, Élbia Gannoum, o país pode cair de posição nos próximos anos, porque haverá menos projetos sendo concluídos entre 2019 e 2020. “Nesse ranking, o que conta é o resultado específico do ano, então há bastante variação. A tendência é que a gente ainda oscile mais, visto que em 2019 e 2020 nossas instalações previstas são menores porque ficamos sem leilão por quase dois anos no período 2016/2017, o que vai se refletir no resultado de 2019 e 2020”, disse Elbia. Fonte: Agora RN

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Olhos e os ouvidos....


# A ajuda financeira prometida pelo Governo Federal ao Municípios Brasileiros, foi publicado no D.O.U. Montante é na ordem de 2 bilhões de reais. Congresso Nacional deverá votar MP nos próximos dias.


# Para os Municípios do RN caberá a importância de R$ 49.580.573,38. Natal, Mossoró e Parnamirim, levarão 1/5 de todo o volume.

# A maior parte dos Municípios do RN(98), 0.6, receberão R$ 172.970,67, cada; os de coeficiente 0.8, como Maxaranguape, R$ 230.627,56 e, os de 1.0, receberão R$ 288.284,44. Grana que, certamente, minimizirá a situação difícil desses Municípios. Esses recursos são oriundos dos Ministérios da Educação, Saúde e Desenvolvimento Social.

# As chuvas caídas esses dias de carnaval, que ainda não são do inverno, já causa transtorno a moradores de vários Municípios. Defesa Civil dos Municípios devem estarem preparadas para o ‘socorro’ aos moradores.

# Por muito pouco, muito pouco, pouco mesmo, Escola de Samba Malandros do Samba não se sagrou campeã do carnaval de Natal. Escola levou samba à avenida homenageando o município de Maxarnaguape. Valeu a intensão! A campeã, foi Balanço do Morro.

# Pronto, Luciano Huck anunciou que não será mais candidato a Presidência da República. Parece que não aguentou a pressão. Disseram que ele teria que explicar 10 pontos de sua vida. Um deles, a compra de um avião com dinheiro público(DNDES).

# Expectativa de muitos desempregados é sobre realização de concurso público pelas Prefeituras. Política de ‘apadrinhamento’ em contratação, Ministério Público está de olho.


# Terminado período de momo, Ceará Mirim comemora recomeço de folia pelas praias de Muriú e Jacumã. Enquanto Maxaranguape, teve um dos maiores carnavais dos últimos tempos. Festa de momo é sinônimo de geração de emprego temporário e renda.